Cifra Vira de Coimbra

Letra e Música: Popular

Cifra: Diogo Mendes

Vira de Coimbra Acordes

VERSO

       E                                             A

Dizem que amor de estudante

       E                                             A

Dizem que amor de estudante

            E                                         A

Não dura mais que uma hora

            E                                         A

Não dura mais que uma hora

 

            E                                         A

Não dura mais que uma hora

       E                                 A

Só o meu é tão velhinho

       E                                 A

Inda não se foi embora.

       E                                 A

Inda não se foi embora.

VERSO

           E                           A

O estudante de Coimbra

           E                           A

O estudante de Coimbra

        E                             A

Mora debaixo da ponte

        E                             A

Mora debaixo da ponte

 

        E                             A

Mora debaixo da ponte

           E                            A

Por causa das raparigas

        E                            A

Muito sapato se rompe

        E                            A

Muito sapato se rompe

VERSO

     E                                   A

Coimbra pra ser Coimbra

     E                                   A

Coimbra pra ser Coimbra

              E                               A

Três coisas há-de contar

             E                                 A

Três coisas há-de contar

 

             E                                 A

Três coisas há-de contar

         E                              A

Guitarras, tricanas lindas,

       E                                 A

Capas negras a adejar

       E                                 A

Capas negras a adejar

ÚLTIMO VERSO

      E                                     A

Coimbra terra de encanto

      E                                     A

Coimbra terra de encanto

          E                                A

Fundo mistério é o seu

          E                                A

Fundo mistério é o seu

 

           E                                     A

Chega a ter saudades dela

           E                                     A

Chega a ter saudades dela

                 E                         A

Quem nela nunca viveu

                 E                         A

Quem nela nunca viveu

Introdução

| : E E7 | A | E E7 | A : |

Verso

| : E E7 | A | E E7 | A : |

| E E7 | A |

| : E E7 | A | E E7 | A : |

Último Verso

| : E E7 | A | E E7 | A : |

| : E E7 | A | E E7 | A : |

| E E7 | A |

 

Esta música é composta por várias quadras (populares ou não) e pode ser cantada com muitas letras, a letra que está aqui é apenas um exemplo.

Os acordes estão para Guitarras Portuguesa e Viola de Acompanhamento afinadas na afinação de Coimbra, isto é, um tom abaixo do tom real.

logo-escola-de-fado-coimbra-full_black

Copyright Diogo Mendes | Escola de Fado © 2019
www.escoladefado.pt
Todos os direitos reservados